Voltar

Hipertensão

Palavras relacionados

Compartilhe este conteúdo

A hipertensão, também conhecida como pressão alta, é uma condição médica crônica caracterizada pela elevação persistente da pressão arterial nas artérias. 

Esta condição afeta milhões de pessoas em todo o mundo e é um importante fator de risco para uma série de complicações de saúde, incluindo doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência renal e até mesmo morte prematura.

A hipertensão é definida como uma pressão arterial sistólica (o valor mais alto) acima de 140 mmHg e/ou uma pressão arterial diastólica (o valor mais baixo) acima de 90 mmHg. 

Esses valores são medidos em milímetros de mercúrio (mmHg) e representam a pressão do sangue nas paredes das artérias durante a contração do coração (sistólica) e o relaxamento do coração (diastólica). Quando esses valores estão consistentemente elevados, isso indica hipertensão.

Importância da Detecção Precoce da Hipertensão

A detecção precoce da hipertensão é crucial, pois muitas vezes é assintomática, ou seja, não apresenta sintomas evidentes. Isso significa que muitas pessoas podem estar vivendo com pressão alta sem sequer saber. 

O controle da hipertensão é fundamental para prevenir complicações graves, como ataques cardíacos, derrames e danos nos rins. 

Os programas de rastreamento regular da pressão arterial são recomendados, especialmente para indivíduos com fatores de risco conhecidos, como histórico familiar de hipertensão, obesidade, tabagismo e falta de atividade física.

Características da Hipertensão

  • Silenciosa: A hipertensão é frequentemente chamada de “assassina silenciosa” porque pode não apresentar sintomas óbvios até que ocorra uma complicação grave.
  • Crônica: A hipertensão geralmente é uma condição de longo prazo que requer gerenciamento contínuo.
  • Fator de Risco: A pressão alta é um importante fator de risco para uma série de doenças graves, incluindo doenças cardíacas, derrames e doença renal.
  • Prevalência: A hipertensão é uma condição comum, afetando milhões de pessoas em todo o mundo, independentemente da idade, sexo ou origem étnica.
  • Influência do Estilo de Vida: Hábitos de vida, como dieta pouco saudável, falta de exercício, consumo excessivo de álcool e tabagismo, podem aumentar o risco de desenvolver hipertensão.

Exemplos de Complicações

As complicações associadas à hipertensão podem ser graves e incluem:

  • Doença Cardiovascular: Hipertensão é um fator de risco significativo para doenças cardíacas, como ataques cardíacos, angina e insuficiência cardíaca.
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC): A pressão alta pode danificar os vasos sanguíneos no cérebro, aumentando o risco de AVC isquêmico ou hemorrágico.
  • Insuficiência Renal: A hipertensão crônica pode levar a danos nos rins, resultando em insuficiência renal e necessidade de diálise ou transplante renal.
  • Problemas de Visão: A pressão alta pode danificar os vasos sanguíneos nos olhos, levando a problemas de visão e até mesmo cegueira.

Abordagens de Tratamento e Prevenção

O tratamento da hipertensão geralmente envolve uma combinação de mudanças no estilo de vida e medicamentos. As estratégias de estilo de vida incluem:

  • Dieta Saudável: Redução do consumo de sal, gorduras saturadas e alimentos processados, e aumento da ingestão de frutas, vegetais, grãos integrais e alimentos ricos em potássio.
  • Atividade Física Regular: Exercícios aeróbicos, como caminhada, corrida, natação ou ciclismo, podem ajudar a controlar a pressão arterial.
  • Controle do Peso: Manter um peso saudável através de uma combinação de dieta equilibrada e exercícios físicos pode reduzir significativamente o risco de hipertensão.
  • Limitação do Álcool e Tabagismo: Reduzir o consumo de álcool e eliminar o tabagismo são medidas importantes para controlar a pressão arterial e melhorar a saúde geral.

Além das mudanças no estilo de vida, os medicamentos anti-hipertensivos podem ser prescritos pelo médico, dependendo do nível de pressão arterial e de outros fatores de risco.

A hipertensão é uma condição médica séria que requer atenção e gerenciamento adequados. A detecção precoce, o controle da pressão arterial e a adoção de um estilo de vida saudável são fundamentais para prevenir complicações graves e melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas pela pressão alta. 

É essencial que as pessoas estejam cientes dos fatores de risco e adotem medidas proativas para monitorar e controlar sua pressão arterial, garantindo assim uma vida mais longa e saudável.

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624