Voltar

Hepatite B

Palavras relacionados

Compartilhe este conteúdo

A Hepatite B é uma doença viral que pode afetar gravemente o fígado, causando uma série de complicações de saúde. Causada pelo vírus HBV,  a doença pode levar a condições graves como cirrose, insuficiência hepática e câncer de fígado. 

A transmissão do HBV ocorre principalmente através do contato com sangue ou outros fluidos corporais de uma pessoa infectada, incluindo relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de agulhas e de mãe para filho durante o parto.

Compreender a Hepatite B é essencial devido à sua prevalência global e às graves complicações de saúde que pode causar. A conscientização sobre os modos de transmissão, sintomas, métodos de prevenção e opções de tratamento pode ajudar a reduzir a propagação do vírus e melhorar os resultados de saúde para aqueles infectados.

Impacto na Saúde Sexual

A Hepatite B é uma infecção de transmissão sexual (ITS) comum, o que a torna um problema significativo de saúde sexual. A falta de proteção adequada durante as relações sexuais aumenta o risco de transmissão. Educar sobre a importância do uso de preservativos e de práticas sexuais seguras é crucial para a prevenção.

Sintomas da Hepatite B

Os sintomas da Hepatite B podem variar dependendo da fase da infecção. Na fase aguda, muitas pessoas infectadas podem não apresentar sintomas perceptíveis, enquanto outros podem experienciar febre, fadiga, perda de apetite, entre outros. 

Já na fase crônica, a infecção pode permanecer silenciosa por anos, mas eventualmente levar a danos hepáticos sérios, como cirrose e câncer. É essencial reconhecer os sinais dessa condição para um diagnóstico precoce e intervenção adequada.

  • Fase Aguda: Muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas. Quando presentes, os sintomas podem incluir febre, fadiga, perda de apetite, náuseas, vômitos, dor abdominal, urina escura, fezes claras, dor nas articulações e icterícia (amarelamento da pele e olhos).
  • Fase Crônica: A infecção crônica pode ser assintomática por anos, mas eventualmente leva a danos graves no fígado, como cirrose e câncer hepático.

Diagnóstico da Hepatite B

O diagnóstico preciso da Hepatite B desempenha um papel fundamental na gestão eficaz dessa doença viral. Um diagnóstico preciso é o primeiro passo para o manejo adequado da Hepatite B e para garantir que os pacientes recebam os cuidados necessários para sua saúde hepática.

  • Exames de Sangue: O diagnóstico de Hepatite B é feito através de exames de sangue que detectam a presença de antígenos e anticorpos específicos do vírus.
  • Avaliação do Fígado: Em casos crônicos, exames adicionais como ultrassonografias, tomografias e biópsias hepáticas podem ser necessários para avaliar a extensão do dano hepático.

Tratamento

Existem abordagens específicas para cada fase da doença. Com uma variedade de opções terapêuticas disponíveis, incluindo medicamentos antivirais como entecavir, tenofovir e interferon, o tratamento da Hepatite B visa melhorar a qualidade de vida dos pacientes e reduzir os riscos de complicações hepáticas graves.

  • Fase Aguda: Não há tratamento específico para a fase aguda da Hepatite B, que geralmente é autolimitada. O foco está em aliviar os sintomas e manter o conforto do paciente.
  • Fase Crônica: Tratamentos antivirais podem ser prescritos para reduzir a carga viral e prevenir danos adicionais ao fígado. Medicamentos comuns incluem entecavir, tenofovir e interferon.
  • Monitoramento Contínuo: Pacientes com Hepatite B crônica precisam de monitoramento regular para detectar sinais de progressão da doença e avaliar a eficácia do tratamento.

Prevenção da Hepatite B

Para reduzir sua incidência e o impacto negativo na saúde pública, a vacinação é uma medida fundamental, sendo altamente recomendada para recém-nascidos, crianças e adultos não vacinados. Práticas sexuais seguras, como o uso consistente de preservativos, também desempenham um papel crucial na prevenção da transmissão sexual do vírus.

Outras medidas preventivas incluem o controle de infecções, como evitar o compartilhamento de agulhas e objetos pessoais que possam estar contaminados com sangue. 

Garantir que todo o sangue doado seja testado para o HBV também é essencial para prevenir a transmissão por meio de transfusões sanguíneas. Essas estratégias combinadas são fundamentais para mitigar o impacto da Hepatite B e proteger a saúde da população.

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624