Voltar

Espinha Bífida

Palavras relacionados

Compartilhe este conteúdo

A espinha bífida é uma condição congênita na qual a coluna vertebral do feto não se fecha completamente durante a gestação. Isso pode levar a uma série de complicações, desde casos sem sintomas até formas graves que impactam significativamente a saúde e o bem-estar.

Afetando não apenas a estrutura óssea da coluna vertebral, mas também as estruturas neurais adjacentes, como a medula espinhal e as meninges, a gravidade da espinha bífida varia conforme a extensão do defeito e sua localização ao longo da coluna. 

Em alguns casos, a protrusão da medula espinhal e das meninges para fora do corpo do feto resulta em complicações neurológicas sérias, enquanto em outros, os sintomas podem não ser perceptíveis até a idade adulta. 

Essa diversidade de apresentações clínicas torna o diagnóstico e o tratamento da espinha bífida um desafio, exigindo uma abordagem multidisciplinar para garantir o melhor resultado possível para o paciente.

Importância do Diagnóstico Precoce

O diagnóstico precoce da espinha bífida é crucial para garantir o melhor resultado possível para o paciente. 

Geralmente, o diagnóstico é feito durante o ultrassom de rotina durante a gravidez, permitindo que os profissionais de saúde identifiquem qualquer anormalidade na formação da coluna vertebral do feto. 

A detecção precoce permite que os médicos e pais planejem o tratamento e o cuidado necessário para o bebê antes e após o nascimento.

Características da Espinha Bífida

As características da espinha bífida abrangem uma variedade de manifestações, desde casos assintomáticos até formas mais graves que exigem intervenção médica imediata. 

Esta condição congênita, que afeta o desenvolvimento da coluna vertebral e da medula espinhal, apresenta uma ampla gama de sintomas e complicações, que podem ter impacto significativo na qualidade de vida do indivíduo afetado. 

  • Espinha Bífida Oculta: Neste tipo, as vértebras não estão completamente formadas, mas a medula espinhal e as meninges permanecem dentro do canal vertebral. Muitas vezes, não há sintomas visíveis, e a condição pode passar despercebida até a idade adulta.
  • Meningocele: Aqui, as meninges projetam-se para fora da coluna vertebral formando uma saliência cheia de líquido cefalorraquidiano, mas a medula espinhal permanece no lugar. Isso pode causar sintomas neurológicos e requer intervenção cirúrgica.
  • Mielomeningocele: É a forma mais grave de espinha bífida, onde tanto as meninges quanto a medula espinhal estão expostas em uma bolsa fora do corpo. Isso pode resultar em danos neurológicos significativos, incluindo paralisia e disfunção dos órgãos.

Exemplos de Tratamento e Cuidado

O tratamento da condição varia dependendo da gravidade e dos sintomas apresentados. Alguns exemplos de tratamento e cuidados incluem:

  • Cirurgia corretiva: Para casos de meningocele e mielomeningocele, a cirurgia é frequentemente necessária para fechar a abertura na coluna vertebral e proteger a medula espinhal contra danos adicionais.
  • Gerenciamento de sintomas: Pessoas com espinha bífida podem precisar de cuidados contínuos para tratar sintomas como disfunção da bexiga e intestino, problemas ortopédicos e dificuldades de locomoção.
  • Terapia física e ocupacional: Essas terapias podem ajudar a melhorar a função motora, a independência e a qualidade de vida das pessoas com espinha bífida.
  • Monitoramento de saúde a longo prazo: É importante um acompanhamento médico regular para monitorar o desenvolvimento e tratar quaisquer complicações que possam surgir ao longo do tempo.

Embora a espinha bífida possa apresentar desafios significativos, avanços na medicina e nas técnicas de tratamento oferecem esperança para aqueles afetados por esta condição. 

O diagnóstico precoce, o tratamento especializado e o apoio contínuo podem ajudar as pessoas com espinha bífida a alcançar seu potencial máximo e viver vidas plenas e gratificantes.

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624