Voltar
  • Home
  • blog
  • Um bom pré-natal pode prevenir a Pré-eclâmpsia

Um bom pré-natal pode prevenir a Pré-eclâmpsia

25 de outubro de 2012

Um bom pré-natal pode prevenir a Pré-eclâmpsia

*Imagem meramente ilustrativa. A pessoa da imagem não é um paciente do Hospital e Maternidade Santa Joana.


Fazer um acompanhamento pré-natal adequado é importante para planejar a gestação e prevenir a futura mamãe contra complicações que podem colocar em risco a sua vida e a de seu bebê.  Nessas consultas são observadas as condições físicas e clínicas da gestante e do bebê, bem como os hábitos alimentares e peso da mulher. Para o Dr. Luiz Fernando Leite, obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, “uma vida regrada e saudável diminui as chances de aparecimento de doenças típicas da gestação. Isso pode ser determinante para um pré-natal eficiente”.
A pré-eclâmpsia ou doença hipertensiva específica da gravidez (DHEG) pode ser prevista e controlada com um bom pré-natal. Essa complicação é mais frequente em gestantes na primeira gravidez, a partir do segundo trimestre. A doença põe em risco a gestação, pois pode causar o envelhecimento da placenta, o que leva a um parto prematuro. Se não tratada, a DHEG pode evoluir para a eclampsia (quando há convulsões) ou para a Síndrome de Hellp, estado mais raro e grave, em que a mulher pode ter grandes hemorragias.
O pré-natal identifica os sintomas mais comuns (inchaço, dor de cabeça, de estômago, dores abdominais e vista embaçada com pontos luminosos) e aumenta os cuidados com a gestante. Por isso, se você descobrir que está grávida, procure um obstetra o quanto antes para que ele possa cuidar do seu pré-natal.

Resp. Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro. CRM: 31624

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624