Voltar
  • Home
  • blog
  • Endometriose e retirada do útero: conheça a história de Veridiana

Endometriose e retirada do útero: conheça a história de Veridiana

27 de março de 2024

Endometriose e retirada do útero: conheça a história de Veridiana

Veridiana Estevo já tinha três filhos quando, em 2022, começou a ter sintomas como cólicas menstruais fortes, sangramentos intensos, intestino desregulado e dores durante a relação sexual.  Ao procurar ajuda médica, descobriu que tinha mioma uterino e endometriose profunda e que a solução talvez fosse retirar o útero. Sua história foi contada em reportagem da Revista Crescer.

“Sempre achei que quem tinha endometriose não podia ter filhos. Era superleiga no assunto, não fazia parte do meu universo. Eu nem sabia que a endometriose causava inflamação no abdômen”, contou Veridiana. O quadro já estava tão avançado que até seu intestino já estava comprometido. Assim como Veridiana, muitas mulheres demoram para descobrir a doença. Há estudos mostrando que costuma demorar cerca de 7 anos até que as mulheres recebam o diagnóstico.

Em 2023, ela passou por uma cirurgia robótica, onde foi retirado o útero e parte do intestino.

Saiba o que é a endometriose

“Estimamos que uma a cada dez mulheres brasileiras que menstruam têm endometriose. Desse total, cerca de 57% apresentam dor crônica. Existem graus da doença: leve, moderada e profunda. Mas, mesmo nos estágios iniciais, a endometriose sempre vai dar um sinal”, explicou à reportagem o ginecologista Carlos Alberto Ortiz Teixeira, especializado em cirurgia robótica, do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Segundo o médico, o problema é que as meninas crescem achando que é normal ter dor na menstruação, acabam tomando um remédio e não vão atrás de um diagnóstico. “Só que a endometriose é uma doença inflamatória evolutiva. Você vai ignorando a dor e, quando vê, já virou uma endometriose profunda”, disse o Dr. Ortiz.

Além das consultas regulares com o ginecologista, a recomendação é falar com o médico caso sinta algum dos sintomas, que incluem dor menstrual, dor pélvica, dor para evacuar, dor durante a relação sexual e dificuldade para engravidar.

Para ler a reportagem completa, clique aqui.

Categorias

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624