Voltar
  • Home
  • blog
  • Treze dicas sobre a quarentena

Treze dicas sobre a quarentena

17 de outubro de 2016

Treze dicas sobre a quarentena

Pode parecer coisa “de antigamente”, mas o descanso nos quarenta dias depois do parto é importantíssimo para a recuperação da nova mamãe. Veja esta série de dicas:
1 – Não ingerir alimentos famosos por causar excitação, como café, chocolate e refrigerante, pois eles podem provocar cólica no bebê. Ainda é melhor evitar comer alimentos gordurosos e excesso de lactose, que também contribuem com o problema.
2 – Alimentação leve e nutritiva colabora com a recuperação da energia perdida no parto, nos primeiros dias com o bebê em casa e também com a perda do peso ganho durante a gravidez.
3 – A mulher não deve manter relações sexuais. Se tiver passado por uma cesárea, o intervalo é de 30 dias. O mesmo vale se o parto tiver sido normal sem laceração. No caso de laceração, é preciso avaliação do médico.
4 – É possível e desejável fazer atividade física, retomando a prática ou começando com sutileza 30 dias após o nascimento da criança, desde que haja consentimento médico. O especialista vai avaliar a cicatriz da cesárea ou a condição do períneo, caso tenha ocorrido laceração, e a disposição da mulher.
5 – Se a gestação tiver sido tranquila e o parto também, é possível voltar a dirigir depois de 20 dias de o bebê ter nascido. O médico avalia se o corte da cesárea ou a laceração do parto normal está cicatrizando bem, entre outras coisas, e libera a paciente para guiar normalmente.
6 – Águas e outros líquidos com grande poder de hidratação (água de coco, isotônico, chás e sucos naturais) devem ser consumidos em grande quantidade para turbinar o período inicial da amamentação. Quanto mais o bebê puder mamar, melhor vai dormir. E consequentemente a mulher também terá tempo para repousar e se recuperar.
7 – É preciso ficar de olho nas emoções porque é na quarentena a maior chance de a mulher apresentar depressão pós-parto.
8 – Não usar medicamentos contraindicados para o período da amamentação. Os obstetras costumam listar o que a puérpera pode tomar no caso de dor de cabeça e outros problemas corriqueiros.
9 – Gastar o mínimo de energia possível é muito indicado pelos médicos. Em geral, a mulher deve se ocupar dos cuidados com o filho e passar os dias sem se expor a grandes emoções e esforços. Isso significa dormir, sempre que possível.
10 – Está liberado tomar banho e lavar o cabelo logo após o parto e nos demais dias da quarentena, se assim a mulher desejar.
11 – É interessante evitar pegar peso o máximo de tempo possível para não forçar o corte da cesárea nem o curativo da região do períneo, caso tenha havido laceração.
12 – Não usar absorventes internos para conter o sangramento pós-parto. Não se trata de uma proibição e sim de uma indicação inteligente já que os modelos maiores, como os geriátricos, costumam ser mais eficientes para absorver o fluxo.
13 – É perfeitamente possível sair de casa para passear. Tanto mãe quanto o filho não só podem como devem, se a mulher se sentir à vontade, respirar novos ares.
O conteúdo completo foi publicado pelo portal Uol, com consultoria do Dr. Luis Fernando Leite, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Resp. Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro. CRM: 31624

Categorias

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624