Voltar
  • Home
  • blog
  • Thaila Ayala faz relato emocionante sobre cardiopatia congênita de sua filha

Thaila Ayala faz relato emocionante sobre cardiopatia congênita de sua filha

14 de julho de 2023

Thaila Ayala faz relato emocionante sobre cardiopatia congênita de sua filha

A apresentadora Thaila Ayala publicou dois vídeos em suas redes sociais sobre os sustos durante a gravidez de sua filha Tereza, a descoberta de uma cardiopatia congênita, o parto e a notícia da necessidade de uma cirurgia de emergência. O relato, cheio de fé e esperança, emocionou seus seguidores. Leia alguns trechos:

“Quando eu estava com uns 4 ou 5 meses, eu fui fazer uma ultrassonografia, e deu que o percentil tinha caído. Percentil é a nota do bebê, que é de 1 a 100, da evolução, do peso. Ela estava no percentil 33, caiu para 11.”

Thaila contou que, depois disso, tomou injeções, alterou sua dieta para mudar o cenário. O percentil de sua filha voltou a subir para 22, depois caiu e não subiu novamente até o final da gestação.

Ao longo de todo o seu depoimento, Thaila conta sobre a força que tirava de suas orações. “A cada notícia nova não muito boa, mais uma passagem que eu lia no livro de oração, mais uma palavra que eu recebia”, disse.

“Até que chegou o dia de fazer o teste do coraçãozinho da neném, que eu quase não fiz. Aí o médico viu o coração inteiro, estava ótimo. Chegou no final, quando eu estava quase me vestindo, ele achou um CIV, uma parte do coração que já deveria estar fechada e estava aberta. Um fluxo sanguíneo de um lado para o outro, onde não deveria ter. Nesse dia eu caí. De saber o que era, cirurgia numa recém-nascida de percentil baixo…Caos.”

A CIV a que Thaila se refere é a cardiopatia congênita Comunicação Interventricular, em que os bebês têm um “buraquinho” na parede que divide os ventrículos direito e esquerdo do coração. Saiba mais sobre cardiopatias congênitas.

Conforme as semanas passavam, Thaila esperava o percentil subir, queria segurar a gravidez o máximo possível. “Um dia o coraçãozinho dela começou a dar sinais, o cardiotoco começou a dar muito ruim e o percentil dava três. A gente teve que tirar ela às pressas. Ela veio pesando dois quilos e pouquinho, com 39 semanas”, contou Thaila, lembrando que Tereza pesava o mesmo que seu filho mais velho, o Chico, quando nasceu prematuro, de 33 semanas.

O parto não foi natural como Thaila sonhava, mas naquele momento ela queria que sua filha viesse bem. A CIV estava lá e era necessário acompanhar o peso de Tereza, que melhorou um pouquinho na primeira semana.

“Quando deu um mês, o médico falou: ‘uau’. O coraçãozinho dela já estava todo maior de um lado, o fluxo atrapalhando bastante, ganhou 10 gramas”, lembrou Thaila, contando que a pequena passou a tomar medicação para ganhar peso e retardar a cirurgia.

“Resumidamente, hoje a gente foi fazer o exame de 2 meses, não ganhou peso, o coraçãozinho dela precisa de uma cirurgia urgente”, disse no vídeo (que foi gravado no dia 21 de junho, quando descobriu a necessidade da cirurgia de emergência).

“Os filhos são o grande propósito da nossa vida. A Tereza veio com o propósito de trabalhar minha fé, meu espírito. E fez isso durante os 9 meses. Eu vou poder dar esse testemunho da cura dela e estou começando por hoje”, disse Thaila no final do vídeo.

Assista ao relato de Thaila Ayala aqui.

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624