Voltar
  • Home
  • blog
  • Sepse em gestantes e puérperas: o que fazemos para afastar o perigo?

Sepse em gestantes e puérperas: o que fazemos para afastar o perigo?

17 de outubro de 2023

Sepse em gestantes e puérperas: o que fazemos para afastar o perigo?

A sepse, conhecida como infecção generalizada, é a terceira causa de mortalidade materna no mundo. Mas você sabe o que é sepse? Ela ocorre quando o organismo responde de forma exacerbada a um quadro de infecção e essa resposta pode levar a lesão de órgãos importantes e até mesmo ao óbito. A sepse em gestantes pode evoluir com maior rapidez e gravidade.

Na sepse, um dos fatores mais importantes para prevenir as complicações é o tempo! Quando é reconhecida e adequadamente tratada rapidamente, as chances de desfechos negativos diminuem drasticamente.

Aqui no Santa Joana, graças a um protocolo de sepse específico e adaptado para gestantes, uma iniciativa pioneira, temos índices de baixíssimos de complicações da sepse.

Protocolo para gestantes

A gestação é um período de imunossupressão e maior vulnerabilidade. Além disso as infecções de gestantes possuem características diferentes de não gestantes, que podem ser de difícil reconhecimento para um time não especializado.

Seguindo o protocolo, a paciente percorre caminhos preferenciais dentro da instituição, resultando em objetividade e agilidade no tratamento, além de monitorização constante.

A sepse é uma luta contra o tempo. O reconhecimento rápido da doença e a implementação imediata das medidas muda drasticamente a mortalidade.

Graças à criação e à adoção deste protocolo específico para gestantes, o Santa Joana foi a primeira maternidade no Brasil a receber a certificação internacional do Programa de Distinção no Tratamento da Sepse, desenvolvido pelo Instituto Qualisa de Gestão (IQG) em parceria com o Instituto Latino-Americano de Sepse (ILAS). Este selo comprova que o nosso hospital segue as melhores práticas na assistência à paciente com sepse.

Clique aqui e saiba mais sobre a certificação.

O que fazemos?

  • Protocolos e padrões estabelecidos
  • Equipe multiprofissional – o “time” da sepse
  • Monitoramento dos indicadores
  • Educação das equipes e ciclos de melhorias
  • Campanhas de alerta para profissionais e pacientes

Fique atento aos sinais da sepse:

  • Febre
  • Redução de diurese
  • Queda de pressão arterial
  • Frequência cardíaca elevada
  • Alteração do nível de consciência (sonolência, agitação, alteração de comportamento)
  • Elevação da frequência respiratória (respiração rápida, falta de ar)

O que fazer caso apresente suspeita de sepse:

  • Procurar rapidamente atendimento médico, de preferência em locais com estrutura para o atendimento rápido e especializado para tratamento da sepse em gestantes

Em gestantes e puérperas, os focos de infecção mais comuns são:

  • Mastite
  • Infecções uterinas
  • Infecções urinárias
  • Infecções da ferida cirúrgica

Categorias

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624