Voltar
  • Home
  • blog
  • Massagem em bebês: pode, mas requer atenção

Massagem em bebês: pode, mas requer atenção

18 de julho de 2016

Massagem em bebês: pode, mas requer atenção

*Imagem meramente ilustrativa. A pessoa da imagem não é um paciente do Hospital e Maternidade Santa Joana.

O nome é exótico, mas a prática é simples e antiga: shantala, um tipo de massagem que se faz em bebês, nascida na Índia e popularizada no Ocidente.
A massagem no bebê pode ser feita desde o nascimento, já que o contato pele a pele e o estímulo tátil são importantes para o seu desenvolvimento. Entretanto, é melhor evitar os momentos em que eles estão mais sensíveis, como os dias que sucedem as vacinas, quando há algum processo infeccioso, alergias na pele e 30 minutos antes, ou depois, das mamadas.
O sono também deve ser respeitado. “O recomendado é fazer a massagem quando a criança encontra-se alerta e é preciso ter muito cuidado na temperatura ambiente para que ela não fique hipotérmica (quando a temperatura do corpo cai abaixo do normal)”, alerta a neonatologista Dra. Clery Bernardi Gallacci, do Hospital e Maternidade Santa Joana (SP).
O conteúdo completo está no site da Crescer. Acesse aqui.

Resp. Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro. CRM: 31624

Categorias

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624