Voltar
  • Home
  • blog
  • Febre alta da roséola requer atenção dos pais

Febre alta da roséola requer atenção dos pais

9 de novembro de 2011

Febre alta da roséola requer atenção dos pais

A roséola, doença que ataca bebês e crianças até três anos, assusta demais os pais, já que provoca febre alta (pode ultrapassar os 40º C) e gera muito desconforto à criança. Apesar de ser considerada inofensiva se tratada corretamente, a roséola é provocada pelo vírus humano da herpes tipos 6 (HHV-6) e 7 (HHV-7).
Além de causar alta nas temperaturas, a doença também tem como característica gerar pintinhas rosadas em bebês e crianças. Apesar de se assemelhar com a rubéola, vale destacar que as manchas na pele não coçam. “Nesses casos, é importante que os pais não se desesperem e, principalmente, não automediquem seus filhos. Antibióticos, por exemplo, jamais devem ser dados sem orientação médica”, aconselha Dra. Clery Bernardi Gallaci, pediatra do Hospital e Maternidade Santa Joana.
Assim como em outras infecções por vírus, não existe vacina contra a roséola. O maior risco da doença é a febre, haja vista que se a temperatura do corpo da criança subir muito há a possibilidade de ocorrerem convulsões. O tratamento da roséola é sintomático, ou seja, feito somente com remédios para baixar a febre.

Categorias

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624