Voltar
  • Home
  • blog
  • Evitando os perigos do parquinho

Evitando os perigos do parquinho

2 de outubro de 2012

Evitando os perigos do parquinho

*Imagem meramente ilustrativa. A pessoa da imagem não é um paciente do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Não há criança que não goste de brincar em parquinho, seja no próprio prédio, em clubes ou parques públicos. Justamente por reunir muitas crianças e de diferentes idades, o aparentemente inofensivo parquinho pode esconder diversos perigos. Para evitar problemas, procure seguir essas regrinhas:
– vista seu filho com roupas coloridas, facilmente identificáveis. Para os passeios em lugares de grande movimentação, ele deve usar um cordãozinho ou uma pulseira, com o nome dos pais e telefones para contato;
– a partir dos três anos, já é possível combinar com a criança um ponto de encontro, caso ela se perca;
– logo que chegar à pracinha ou ao parque, observe o local, identificando possíveis situações de perigo. E também as saídas, se for preciso fazer uma “retirada de emergência” com seu filho;
– não tire os olhos do bebê nem por um minuto e instrua quem for acompanhá-lo (babá, vovó ou outro adulto) a fazer o mesmo. Lembre que no chão, também, ele corre riscos: pode comer terra, pedrinhas, ferir-se com farpas, caco de vidro etc.

Resp. Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro. CRM: 31624

Categorias

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624