Voltar
  • Home
  • blog
  • Consumo de álcool: contraindicado no primeiro trimestre da gestação

Consumo de álcool: contraindicado no primeiro trimestre da gestação

13 de fevereiro de 2012

Consumo de álcool: contraindicado no primeiro trimestre da gestação

Que mulheres grávidas não devem consumir álcool, todo mundo sabe. O que se descobriu agora é que, no primeiro trimestre da gestação, ele é ainda mais perigoso. Cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego (EUA), concluíram que o risco de a criança nascer com síndrome alcoólica fetal é maior se a ingestão de bebidas ocorrer entre a 7ª e a 12ª semana. Foram analisadas 992 mulheres grávidas e seus bebês, entre 1978 e 2005.
Dados da pesquisa relataram que a criança tem 25% mais chance de ter alterações no formato dos lábios, 12% de nascer com microcefalia (crânio menor que o comum), 16% de registrar peso inferior à média e 18% de apresentar altura abaixo do esperado, devido às alterações hormonais e neurológicas que acontecem por conta da bebida.
“O álcool passa pela barreira placentária e contamina as células do fígado do bebê”, explica Dr. Luis Fernando Leite, diretor de Relacionamento Médico do Hospital e Maternidade Santa Joana. Em casos de consumo exagerado de bebidas alcoólicas, há riscos de distúrbios comportamentais e cognitivos. Além disso, o bebê pode sofrer crises de abstinência, ter dificuldade para dormir e menor reflexo para sugar o leite materno.
Por isso, a cervejinha dos fins de semana também está proibida. Destilados, então, são ainda mais arriscados. A dica é: se você estiver planejando engravidar e tiver o hábito de ingerir álcool, comece a evitar a bebida desde já.

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624