Voltar
  • Home
  • blog
  • Baby blues e depressão pós-parto: entenda a diferença

Baby blues e depressão pós-parto: entenda a diferença

29 de janeiro de 2024

Baby blues e depressão pós-parto: entenda a diferença

Após o parto, cerca de 80% das mulheres se sentem tristes. Este é o Baby Blues e é absolutamente normal quando acontece nos primeiros dias após o parto (costuma surgir entre o 3º  e o 10º dia) e desaparece sozinho em até duas semanas, sem a necessidade de tratamento, ao contrário da depressão pós-parto.

No Baby Blues, que ocorre por causa das alterações hormonais do pós-parto, a mulher sente tristeza e irritabilidade, chorando facilmente.

Mas, caso os sintomas persistam ou até se intensifiquem após algumas semanas, pode ser um indício de depressão pós-parto, que acomete 1 em cada 4 mulheres no Brasil.

As principais diferenças entre o baby blues e a depressão pós-parto são a intensidade e a duração, mas isso pode ser sutil no início.

Por isso, é importante ficar atenta aos sintomas da depressão pós-parto. Conheça os principais:

  • Tristeza
  • Isolamento
  • Dificuldade de interagir com o bebê
  • Dificuldade para dormir
  • Dificuldade de concentração
  • Choro fácil
  • Sentir-se muito infeliz
  • Pensamentos suicidas

A privação do sono prolongada e a ausência de uma rede de apoio, por exemplo, podem intensificar um baby blues a ponto de se tornar uma depressão. Se a mulher tem histórico de transtornos mentais, é importante redobrar a atenção aos sintomas.

Caso você se identifique com os sintomas e desconfie que tem um quadro de depressão pós-parto, não deixe de procurar ajuda profissional. Se estiver insegura para procurar um psicólogo ou psiquiatra, comece conversando com o seu obstetra, confie nele para contar seus sintomas. Até o pediatra do bebê pode ser um parceiro neste momento. Estes profissionais estão acostumados a lidar com mulheres neste período da vida, sabendo identificar sinais que nem sempre estão claros para os familiares.

No Centro de Saúde da Mulher da Pro Matre, há consultas com psicólogas e psiquiatras especializadas. Conheça!

Dica para a família

Mantenha um olhar atento para buscar ajuda profissional, principalmente se a mulher muda seu comportamento, deixando de lado hábitos como tomar banho ou escovar os dentes, e isso se tornar um padrão. Ou ainda se perde a vontade de socializar, de encontrar amigos e familiares, de maneira constante.

Leia também: e-book sobre saúde mental no período perinatal

Categorias

Agendar visitaPrecisa agendar uma visita ou uma consulta?Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624