Voltar
  • Home
  • blog
  • Dia das Mães: o vínculo entre mãe e bebê

Dia das Mães: o vínculo entre mãe e bebê

6 de maio de 2016

Dia das Mães: o vínculo entre mãe e bebê


A chegada de um bebê muda a rotina de toda a família e, sobretudo, da futura mamãe, que tem que reorganizar seus horários e tarefas desde o início da gestação. Já com o impacto da notícia de que um ser está sendo gerado por ela, a mulher desenvolve um vínculo de carinho, amor e afeto que requer preparação psicológica.
Durante os meses de gestação, o elo entre mãe e feto – por mais que ele ainda não possa compreender – já começa a ser desenvolvido por meio de carinhos na barriga, conversas e a sensação de que ele é desejado, como salienta a psicóloga Salete Arouca, do Hospital e Maternidade Santa Joana. “Trata-se de um processo de comunicação complexo e, ao mesmo tempo, sutil, que torna possível esta troca íntima e profunda. O vínculo é de extrema importância para o feto, pois faz com que ele se sinta desejado e amado, o que é fundamental para que ele continue se desenvolvendo de forma harmoniosa e saudável”.
Depois do nascimento, instantaneamente o vínculo fica mais intenso assim que mãe e filho se reconhecem, porém seu fortalecimento é gradativo. “Além do olhar, o toque é muito importante. As atividades entre mãe e bebê, por mais simples que pareçam, são fundamentais para que as conexões se estabeleçam e a relação seja consolidada”, ressalta Salete.
Para ver o conteúdo completo, acesse aqui.

Resp. Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro. CRM: 31624

Agendar visitaAgende uma visita, vamos adorar receber você.Quero agendar uma visita

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624