Você sabe o que é diástase e os problemas que ela provoca?

Apesar do nome não muito comum, trata-se de uma condição que afeta muitas mulheres grávidas ou que acabaram de ter filhos. Diástase do músculo reto abdominal é a separação dos dois feixes do músculo da barriga. “Esta situação pode ser identificada no segundo trimestre de gestação e tem uma maior incidência no terceiro trimestre, decorrente do crescimento uterino que leva ao aumento abdominal,” explica Andressa Cristina Barbosa de Souza, fisioterapeuta do Hospital e Maternidade Santa Joana, que adverte, “a diástase pode se manter no pós-parto se não houver nenhum tipo de intervenção”.

Sem tratamento, a diástase pode causar problemas a longo prazo, conta Andressa: “dores nas costas, dores nas pernas, barriga flácida, hérnia na região da diástase e alterações posturais.”

Para evitá-la, existem alguns exercícios, conforme recomenda a fisioterapeuta. “Os exercícios indicados para o tratamento conservador são aqueles que focam em fortalecimentos específicos da parede abdominal, principalmente no músculo transverso do abdômen, pois sua anatomia favorece o fechamento desta parede (diástase), sendo realizado desde o puerpério imediato com exercícios leves que respeitem a situação do pós-parto.”

Contribuíram com informações as fisioterapeutas Juliana Lucca Marini e Débora Brandão, do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Share

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*